Mac OS X Lion

A Apple disponibilizou o download do Mac OS X Lion em sua App Store, para os desenvolvedores cadastrados terem acesso antecipado a um developer preview, fazerem testes do sistema e de integração com seus próprios aplicativos.

Enquanto a versão final para usuários finais não sai (está prevista para meados deste ano), o lançamento da versão antecipada para desenvolvedores e a atualização da descrição oficial do Mac OS X 10.7 Lion no site da Apple já permitem sair dos rumores e começar a tratar de fatos concretos sobre o que será a próxima versão do sistema operacional do Mac.

E o resumo geral é que estou gostando das novidades já confirmadas. Tenho visto destaque na imprensa para características mais visíveis, como o Launchpad (que organiza os aplicativos de forma similar à do iPad), gestos multi touch, o novo Finder, a Mac App Store e o bem-vindo suporte melhorado a modos full screen nos aplicativos, mas os recursos que me chamaram a atenção são outros, que quero compartilhar com vocês.

AirDrop: transferindo arquivos para o vizinho

O AirDrop permite transferir arquivos com facilidade entre computadores que tenham este recurso habilitado, mesmo que não estejam conectados à mesma rede, ou que não estejam conectados a rede nenhuma.

Os computadores próximos e com o AirDrop ligado são exibidos na janela do Finder, e oferecer arquivos para eles passa a ser uma simples tarefa de arrastá-los para o ícone correspondente ao computador desejado.

O fator tecnológico interessante é que o AirDrop é capaz de criar uma rede WiFi ad-hoc, diretamente entre os 2 computadores e sem passar por nenhum roteador ou ponto de acesso, para fazer esta transferência - sem nenhuma configuração.

Parece algo muito útil para usar em sala de aula, em conferências, eventos e escritórios. Os aspectos de segurança eu ainda pretendo investigar depois ;-)

Controle automático de versão de documentos

Outros sistemas já contam com recursos parecidos (o próprio Mac atualmente já tem algo próximo a isso com o Time Machine), mas agora aparentemente a recuperação ou consulta de versões anteriores de cada documento estará melhor integrada à interface dos aplicativos - facilitando até mesmo a operação que é o sonho de quem já sobrescreveu um arquivo: copiar trechos de versões anteriores e colar na versão atual.

Mas o mais interessante do novo recurso é que cada vez que você salva um documento, estará na verdade criando uma nova versão. Automaticamente e sem outras complexidades na operação por parte do usuário. Nunca mais ouviremos usuários lamentando ter "gravado por cima" de algum documento importante? ;-)

Criptografia do disco inteiro

Isso não é algo que me atraia, mas deveria ser uma preocupação constante para quem se desloca com notebooks contendo dados valiosos.

Agora o FileVault tem condições de criptografar o disco inteiro, e até oferece essa opção ao usuário ao final do processo de instalação do sistema operacional - e aí criptografa o disco em background, enquanto você trabalha.

Trabalhar com pastas ou unidades criptografadas não reduz o desempenho tanto assim e, sob os pontos de vista da usabilidade e da segurança, certamente é melhor do que confiar que o usuário sempre lembrará de criptografar manualmente os arquivos que criar, e remover com segurança as versões não criptografadas (se os métodos e cifras usados forem equivalentes, claro).

Mission Control

Eu até uso bem os recursos dos atuais Exposé e Spaces, mas o Mission Control parece ter uma usabilidade bem maior aos misturá-los, ainda mais quando consideramos a resolução das telas de hoje.

No alto da tela do Mission Control ficam as reproduções dos Spaces, permitindo arrastar as janelas entre elas como na versão atual. No restante da tela ficam as reproduções das janelas, agora agrupadas por aplicativos. Parece bem mais fácil de encontrar o que você estiver procurando.

Lion Server

Agora os recursos da edição do Mac OS X para servidores passam a ser incorporados à edição normal, trazendo não apenas recursos de gerenciamento e monitoramento, mas também facilidades na ativação de serviços em rede, gerenciamento de perfis (para Macs da rede, iPhones e iPads) com inetgração a serviços de diretório, um servidor de colaboração no estilo wiki, e o compartilhamento de arquivos (via WebDAV) diretamente entre o iPad e aplicativos do Mac.

Agora é a sua vez

Além da minha opinião e da descrição oficial do Mac OS X Lion, o Gizmodo também publicou uma descrição a partir de suas experiências com o preview, e o ars sumarizou o que se sabe sobre a futura nova versão.

Eu gostaria de saber de vocês o que mais chamou atenção nas novidades anunciadas para a nova versão, tanto de forma positiva quanto negativa. Aguardo seus comentários!

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: