TweetDeck novo vem aí - para iPhone e iPad

O TweetDeck é a melhor app para twitter no Mac, iPhone e iPad na minha opinião - o que a cada dia se torna uma afirmação mais complicada de sustentar, tendo em vista seus inúmeros pontos fracos e o avanço da concorrência, incluindo as apps oficiais do próprio Twitter e várias outras feitas por terceiros.

A questão é que eu mantenho 4 perfis diferentes no Twitter (@augustocc, @brmacblog, @efetividadeblog e @brlinuxblog), e a forma como o Tweetdeck os apresenta simultaneamente em colunas, com possibilidade de acompanhar simultaneamente menções, DMs, buscas e outras categorias de serviço do Twitter me oferece algo que ainda não encontrei na concorrência.

Mas o que é tranquilo para quem só mantém uma conta no Twitter, e gerenciável para quem tem duas, acaba não sendo uma solução tão boa para quem tem mais que isso, ou acompanha múltiplas buscas em tempo real: a profusão de colunas (no meu caso são 16 na tela do Mac do home office, e 6 no iPhone) com rolagem lateral e notificações, embora seja melhor que a ausência de solução da maior parte da concorrência, está longe de ser uma alternativa ideal de interface.

A novidade começa pelo Android

Mas quando saiu a versão do TweetDeck para Android, em agosto do ano passado, usuários do aplicativo em outras plataformas perceberam que o vento das mudanças começava a soprar.

Isso porque o TweetDeck lançado para Android tinha alguns recursos adicionais, claramente evolutivos em relação ao que já estava (e continua) disponível nas plataformas que foram atendidas por primeiro (iOS, Mac, Linux e Windows), incluindo:

  • Coluna Eu ("Me Column")
  • Visão detalhada
  • Colunas mistas
  • Suporte melhorado a múltiplas contas do Twitter e aos erros do servidor
  • Upload de vídeos
  • Melhor integração com o sistema

Sendo que as colunas mistas são uma melhoria tão importante na interação com o usuário, que mereceram a menção em negrito acima: trata-se da possibilidade de definir múltiplos conteúdos para ocupar uma mesma coluna física, gerando assim uma timeline virtual com códigos de cores permitindo identificar a origem de cada post.

A Coluna Eu também é uma novidade interessante, pois reune automaticamente todas as atividades feitas por você mesmo: seus posts no Twitter, no Facebook, suas respostas, etc.

A forma como foi implementada a visão detalhada também me agrada muito: ao clicar em uma mensagem para vêla isoladamente, o aplicativo já se encarrega de buscar outros conteúdos relacionados (por exemplo, uma imagem cuja URL estava mencionada no texto) e exibir junto, permitindo uma visão mais ampla com poucos cliques e sem sair do TweetDeck.

Novos recursos a caminho do iPhone e iPad

Após tantos meses, era de se esperar que os desenvolvedores estivessem preparando algo de interessante para as plataformas não-Android suportadas pelo TweetDeck, e eis que chegou a confirmação oficial da nova versão para os dispositivos com iOS (iPhone, iPad, iPod touch), que deve ser lançada nas próximas semanas e foi construída "do zero", aproveitando a experiência adquirida com a versão androidiana.

Entre as novidades desta versão, já se sabe que o suporte à resolução de vídeo superior do iPhone 4 (Retina Display ) e a presença das colunas mistas flexíveis (dá de misturar na mesma coluna até mesmo serviços diferentes, como as DMs do Twitter e a Wall do Facebook, por exemplo) estarão disponíveis desde o lançamento.

Eu já estou na fila para fazer o download assim que lançarem uma versão pública (por enquanto está em testes restritos para poucos usuários), e na torcida para que a atual versão em Adobe Air (para Mac, Linux e Windows) também seja sucedida em breve por versões nativas e reforçadas com as novas funcionalidades.

Enquanto isso não acontece, aproveito para perguntar: qual a sua app de Twitter preferida, e quais os pontos fortes dela na sua opinião?

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: