PomodoroPro: o iPhone como ferramenta de foco e produtividade

O iPhone (assim como a maioria dos celulares e telefones) é uma fonte praticamente inesgotável de distração, mas também pode ser usado a favor do seu foco e produtividade.

Sei que não preciso apresentá-la para muitos de vocês, mas para clareza, explico: a Técnica Pomodoro de gerenciamento de tempo, nascida na virada para a década de 1990, vem encontrando popularidade crescente junto ao público interessado em ferramentas de gerenciamento operacional de seu tempo.

Este nome simpático deriva do instrumento essencial de sua implementação: um timer de cozinha, desses que se usa para não deixar a panela queimar ou a bebida congelar no freezer.

O criador da técnica, Francesco Cirillo, usava um timer em formato de tomate (que em italiano se chama pomodoro) para gerenciar suas atividades, e o nome acabou pegando juntamente com a ideia.

Um pomodoro, dois pomodoros, três...

Em sua origem o timer era usado para definir intervalos de 25 minutos que seriam integralmente dedicados a determinada tarefa, findos os quais haveria uma pausa de 5 minutos e repetição do processo (com a mesma tarefa ou outra). A cada quarta repetição a pausa é expandida para 15 ou 20 minutos.

Idealmente as tarefas não devem ser definidas ao longo da sequência: para haver visão de prioridade e encadeamento, o dia ou período deve iniciar com uma sessão de planejamento e anotação do que deverá ser feito, e quantos pomodoros (ou ciclos do timer) serão reservados a cada tarefa.

Estas mesmas anotações iniciais devem ser complementadas pelo registro, conforme for ocorrendo, do uso de cada ciclo, para permitir comparar o planejado com o realizado e melhorar a qualidade de planejamentos futuros – além de prover a sempre desejada sensação de realização.

Serve para você?

Para mim estes sistemas de alocação de intervalos fixos não funcionam no dia-a-dia, a não ser em tarefas e circunstâncias bem específicas. O sucesso deles pressupõe a possibilidade de reduzir interrupções ou ao menos de ter o controle sobre como reagir a elas, e eu prefiro buscar formas de organização que estejam originalmente voltadas a absorver as interrupções e incorporar o tratamento delas ao fluxo originalmente planejado.

Mas para quem tem o luxo de controlar suas interrupções, vem encontrando dificuldade de manter o foco em uma tarefa por vez, ou mesmo precisa buscar a sincronização com outro membro da equipe (por exemplo, em pair programming), a Técnica Pomodoro pode ser uma boa.

Pomodoro no iPhone

Se você pensa em experimentar, não precisa ir revirar as gavetas da cozinha para encontrar aquele timer em formato de mestre-cuca: até a app de relógio do iPhone conta com um timer fácil de usar.

Mas também existem vários aplicativos para iPhone especializados em gerenciar a temporização pela Técnica Pomodoro, e para mim o que se destaca é o PomodoroPro.

O PomodoroPro tem uma interface simples e fácil de usar, como um aplicativo deste tipo precisa ser: sua janela principal tem um botão que serve para iniciar e parar o timer, e os indicadores do tempo decorrido – tanto de forma analógica, indicando o progresso em um círculo colorido, quanto em uma contagem simples de minutos.

Na base da tela fica uma série de 8 estrelas, que vão se acendendo conforme você vai completando os seus pomodoros (e outras aparecem caso você chegue a completar 8!).

Um discreto ícone de informações dá acesso às configurações do seu Pomodoro, permitindo ajustar as durações (do pomodoro, da pausa curta e da pausa longa), os sons e o ajuste do brilho do iPhone durante a execução do programa.

E se você usar o iPhone para uma ligação ou acessar outra app enquanto o PomodoroPro está ativado, não há problema: ele continua operando e sinalizando audivelmente o completamento de cada ciclo – só cuidado para as interrupções não atrapalharem o andamento dos seus pomodoros ;-)

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: