Como criar pen drive de instalação do OS X Lion

Quando começou a se comentar que a próxima edição do Mac OS X – o Lion, que deve sair nas próximas semanas – poderia ser comprada pela Mac App Store, eu fiquei feliz: menos intermediários, menos espera para chegar ao Brasil, e bastante comodidade para o upgrade.

Mas logo depois veio a confirmação oficial, acompanhada da informação – também oficial – de que no lançamento o único canal disponível para nós, mortais comuns, instalarmos a nova versão seria a Mac App Store, a coisa mudou de figura, pois a consequência óbvia é de que quem vai instalar o Lion em mais de um Mac – por exemplo, por ter um Mini e um MacBook – terá que fazer o download completo em cada um deles, ainda que só vá pagar uma vez (se todos usarem o mesmo ID da App Store, claro).

Além disso, quem tem entre seus Macs um com uma versão antiga do OS X (como o Leopard, por exemplo), mas cujo hardware é compatível com o Lion, fica sem opção de upgrade direto neste Mac: é necessário primeiro instalar e atualizar o Snow Leopard, para só depois instalar o Lion pela App Store.

Cheguei a me conformar mas, felizmente, esta situação não durou muito: logo a Apple avisou que os clientes educacionais e corporativos (que geralmente têm dezenas ou centenas de instalações para fazer) terão métodos especiais de instalação à disposição oficialmente e... surgiu a informação de que, para os mortais comuns como nós, havia um meio não oficialmente divulgado de, a partir do download feito no primeiro Mac, gerar um DVD ou pen drive de instalação (como o que traz o instalador do Snow Leopard nos MacBooks Air atuais) para usar nos seus demais Macs.

Este procedimento, não-oficial, embora não seja especialmente complicado, também não é dos mais simples, além de não contar com suporte ou sanção oficial.

Eu resisti a divulgá-lo porque ele tinha sido identificado em versões de desenvolvimento e não havia garantia de que perduraria até a versão final mas, agora que a versão GM do Lion (que é distribuída como um “ensaio final” para os desenvolvedores) já circulou e alguns desenvolvedores amigos confirmam que o procedimento continua funcionando não vejo razão para não divulgá-lo, embora com os alertas que constam ao final.

 

Como criar disco de instalação do Lion em um pen drive

O procedimento, em linhas gerais, é como segue:

  1. Comprar e fazer o download do Lion a partir de um Mac compatível com ele (mais detalhes no post “Instalar o OS X Lion no seu Mac: como se preparar”). Antes de instalar no Mac no qual você fez o download, siga os passos a seguir:
  2. Clicar com o botão direito (ou ⌘+click) no ícone do aplicativo instalador do Lion e selecionar a opção “Mostrar Conteúdo do Pacote”.
  3. Abrir a pasta Contents, e dentro dela abrir a pasta SharedSupport. Dentro dela você encontrará a imagem do seu disco (ou pen drive) de instalação do Lion, com o nome de InstallESD.dmg.
  4. Copiar o InstallESD.dmg para o seu desktop ou outra pasta de sua preferência.
  5. Plugar  um pen drive de 4GB ou mais cujo conteúdo possa ser apagado.
  6. Com o Utilitário de Disco, criar no pen drive uma partição (de pelo menos 4GB) no formato que permite que ele seja bootável em um Mac (GUID).
  7. Ainda no Utilitário de Disco, usar a aba Restaurar para transferir para a sua nova partição no pen drive a cópia do InstallESD.dmg que você criou no passo 3 – é normal este passo demorar vários minutos.

E pronto: você terá criado o seu pen drive de instalação do OS X Lion, pronto para ser usado para instalar ou atualizar o sistema em qualquer máquina na qual você tenha licença para tal.

Para dar boot pelo pen drive, basta ligar o Mac com o pen drive conectado e a tecla Option apertada, respondendo adequadamente no menu que perguntará por qual dispositivo você deseja inicializar.

No SubRosaSoft você encontra uma descrição mais detalhada e ilustrada correspondente aos passos acima. Mas atenção: nada disso tem suporte ou garantia da Apple, nem da SubRosaSoft, nem de ninguém. Se você quer um procedimento garantido ou suportado, deverá usar o método anunciado pela Apple, ou aguardar novas orientações da empresa.

 

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: