iPad: como assistir vídeos com legendas

O leitor Rafael Nascimento perguntou:

Boa noite Augusto. Baixei o AVPlayer e consegui passar os arquivos de vídeo para o iPad 2 e também o arquivo da legenda, porém a legenda não está aparecendo. Tenho que fazer alguma configuração a mais?

A dúvida dele veio como comentário em um post recente que explicava como assistir vídeos no iPad sem converter formatos e, assim como os demais temas abordados por lá, é uma consequência da variedade de padrões que envolvem os conteúdos multimídia, estando também sujeita às mesmas questões relacionadas a direitos autorais que já foram abordadas por lá.

Também da mesma forma que o que já vimos por lá (recomendo a leitura do post anterior, caso você não tenha lido!), esta é uma questão que tem muitas respostas possíveis, cada uma com suas vantagens, desvantagens e preferências.

A solução que vamos ver hoje é para assistir no iPad aos vídeos junto a arquivos de legendas em formato SRT e SMI (típicos de sites de legendagem on-line, ou fansubs), usando a mesma app AVPlayerHD que já conhecemos no post anterior.

 

O significado dos nomes

Quando está exibindo um vídeo, o AVPlayerHD tem um controle (em forma de balão de história em quadrinhos, visível na imagem abaixo), localizado no painel que exibe no lado esquerdo da tela, para ativar e desativar a exibição das legendas associadas ao vídeo que você estiver assistindo, bem como atrasá-las, adiantá-las e (des)acelerá-las, se não estiverem bem sincronizadas ou se referirem a uma versão diferente do vídeo. Nas suas preferências (botão "Settings") também há opções para selecionar fonte, tamanho e cor das legendas.

Mas você pode procurar durante horas e não encontrará na própria app uma forma de associar um arquivo de legenda a um arquivo de vídeo, por mais que ambos tenham sido transferidos para o iPad conjuntamente (e as instruções do post anterior sobre como transferir os arquivos de vídeo também se aplicam aos arquivos de legendas).

E a razão para não haver esta opção de associação é que os autores do AVPlayerHD resolveram se basear em um critério estrito de associação: ambos os arquivos (o de vídeo e o de legenda) precisam ter exatamente o mesmo nome, variando apenas a extensão, senão a legenda não será ativada.

Assim, se o seu arquivo de vídeo da animação Big Buck Bunny se chama Big-Buck-Bunny.XViD.DVDRIP.avi e o da legenda está como big.buck-bunny.pt-br.fansub.srt, você terá que renomear este último para Big-Buck-Bunny.XViD.DVDRIP.srt – exatamente igual ao nome do arquivo de vídeo, mudando apenas a extensão.

Aí é só transferir os arquivos (o vídeo e a legenda) para o AVPlayerHD e ele já será capaz de exibir a legenda em conjunto ao vídeo.

 

Padrão é tão bom, que podemos ter vários!

A providência acima basta para ativar a legenda, mas resta ainda um detalhe importante: a questão do padrão de codificação dos caracteres.

A configuração default do AVPlayerHD faz reconhecimento automático do padrão, o que funciona muito bem para legendas em inglês, mas deixa a desejar em idiomas que usam mais acentuação, como o nosso – podendo corromper completamente as legendas exibidas, no pior caso, ou simplesmente deixar de exibir os acentos e cedilhas, nos casos comuns.

A solução para isso é relativamente simples, ainda que exija intervenção manual no AVPlayerHD. O que você precisa é entrar no Media Explorer (a mesma opção na qual seleciona os vídeos que quer assistir), e clicar em uma legenda, o que a abrirá em formato de um arquivo de texto que mostra as legendas em si e o momento em que devem ser exibidas.

Procure por alguma legenda que inclua palavras acentuadas. Se os acentos estiverem aparecendo normalmente, você não precisa fazer mais nada, pode retornar e ir selecionar seu vídeo para assistir.

Mas se o texto estiver corrompido, se caracteres de outro idioma estiverem sendo exibidos, ou se os acentos e cedilhas tiverem sumido, você vai precisar usar os 2 controles rotativos que constam na base da tela.

A configuração mais frequente para legendas no nosso idioma é a ISO-8859-1 – para ativá-la, simplesmente role o seletor da esquerda até a opção ISO-8859, que fica quase no seu final, e aí selecione na direita o ISO-8859-1. O texto das legendas continuará sendo exibido acima, e se ele tiver se corrigido, simplesmente retorne e vá assistir ao seu filme.

Se não for suficiente, a probabilidade maior é que sua legenda esteja no padrão de acentuação UTF-8. Repita o passo acima, mas selecione na esquerda a opção Unicode (fica bem no começo), e aí na direita escolha UTF-8.

As duas opções acima devem resolver 95% dos casos de legendas em português obtidas na web ou geradas por programas especializados. Se não funcionar, seu caso é incomum e merece análise mais detalhada, mas a probabilidade maior é que, após selecionar uma vez, todas as suas demais legendas passem a funcionar com a mesma configuração.

 

E isso tudo é... fácil?

Na minha opinião, não – os desenvolvedores do AVPlayerHD poderiam perfeitamente ter oferecido uma opção de selecionar um arquivo de legenda, como outros programas permitem.

Mas este não é o único programa que se comporta assim e, francamente, há anos mantenho o hábito de renomear as legendas para que tenham o mesmo nome dos arquivos de vídeo, o que facilita a interação com a maioria dos aplicativos.

Quanto à acentuação, a culpa não é propriamente da aplicação, e sim do padrão de formato de legendas, que não inclui a possibilidade de definir explicitamente qual a codificação adotada por seu autor, fazendo com que os aplicativos muitas vezes tenham que adivinhar (mas aparentemente o AVPlayerHD não é tão bom em adivinhar quanto poderia ser).

De qualquer forma, esta é uma situação que tipicamente só precisa ser enfrentada uma vez, e depois tudo passa a funcionar para os vídeos seguintes.

Naturalmente, todos estes problemas podem ser ainda melhor resolvidos se você adquirir os vídeos já previamente formatados para o iPad, ou se buscar dominar as técnicas de conversão de formatos para criar arquivos com legendas opcionais embutidas a partir dos seus próprios vídeos.

Infelizmente não é o caso da maioria dos vídeos obtidos via Internet sem ser diretamente do distribuidor original ou de um representante autorizado diretamente por ele, o que acaba conduzindo os usuários a recorrer a este tipo de configuração, que – considerando os processos envolvidos - acaba nem sendo tão difícil assim.

 

Dica extra: Caso o procedimento não dê certo nos seus primeiros testes, experimente com outro vídeo e outro arquivo de legenda SRT, ambos obtidos de uma origem confiável, e renomeie ambos para um nome simples, como teste.mpeg (ou .mov, .avi, etc.) e teste.srt, para tentar isolar qual a origem do seu problema.

--

Leia também: Como assistir vídeos no iPad – sem converter

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: