O corretor ortográfico do Mac odeia você? Veja como escapar dele!

O recurso de "correção automática aprimorada" é mais uma das heranças do iOS que chegaram ao OS X Lion, e seu resultado é controverso, para ser otimista: nos aplicativos que o suportam, nem sempre as substituições de texto operam da forma que o usuário desejaria, e - especialmente quando o texto tem jargão ou alguma mistura de idiomas - pode acabar sendo um instrumento de inserção de erros.

No caso do iOS, a correção automática tem alguns pontos a seu favor: a digitação com o teclado virtual é menos cômoda, é bem maior a chance de o usuário estar olhando para a área de notificação sobre a correção no breve momento em que ela é avisada e, na maioria dos casos, a digitação ocorre com velocidade menor do que no teclado físico. E mesmo assim a danada consegue nos atropelar de vez em quando, inserindo erros bizarros que não seríamos capazes de cometer sozinhos, e que me convencem que, no fundo, o perverso dicionário do sistema tem contas a acertar conosco.

No Mac a potencialidade de problemas se multiplica, pois digitamos mais rápido e há bem mais objetos (em uma tela bem maior) para competir pela nossa capacidade de perceber uma notificação tão discreta.

Se você vem sofrendo com a correção automática "aprimorada" do Lion, portanto, eis a dica básica: é fácil desligá-la, bastando ir em  | Preferências do Sistema | Idioma e texto | Texto e desativar a opção "Corrigir a ortografia automaticamente".

Mas se você prefere viver perigosamente, mas quer mitigar o risco de ser corrigido maldosamente pelo Lion, há ainda uma segunda alternativa, cortesia do MacStories: o AutoCorrect Beeper, cuja missão (que eu não testei, pois preferi desativar a perversidade lexicográfica de uma vez só) é soar um alerta sonoro sempre que o sistema corrigir algo, para garantir que você não vá deixar de notar.

Se você for testar, depois conte para nós nos comentários como foi!

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: