Usando o iMac de 27 polegadas como monitor externo de outro Mac

O iMac é o bem-sucedido modelo de desktop all-in-one (CPU e display na mesma peça) da Apple que, além da questão do design e da disponibilidade dos maiores monitores entre todos os Macs, usualmente se destaca também pelo desempenho.

Como podemos ver no comparativo do desempenho de todos os Macs da linha atual, feito com base no SpeedMark (que testa diversas atividades "da vida real", como converter vídeos, copiar arquivos, importar documentos de texto, etc.), o iMac no momento ocupa o topo da lista, tanto no que diz respeito às configurações default (ganha o de 27 polegadas com i5) quanto nas configurações que a Apple vende sob encomenda (ganha o de 21 polegadas com i7).

Mas o iMac não é nada barato. Relutei bastante antes de me convencer a comprar um (mas a compra valeu muito a pena), e o que acabou servindo como argumento definitivo foi a possibilidade de ele continuar sendo útil mesmo depois que novos Macs futuros fatalmente deixarem bem para trás o seu desempenho a ponto de me fazer trocar.

E esta utilidade continuada é provida por um recurso interessante presente no meu iMac modelo Mid 2010 (e em outros modelos também): a possibilidade de outro Mac usá-lo como um monitor de 27 polegadas de ótima qualidade.

As instruções oficiais sobre como usar este iMac como monitor externo são bem detalhadas, mas vou resumir o procedimento: basta que tanto o iMac quanto o outro Mac estejam ambos em operação, e aí conectar um cabo Mini DisplayPort tanto à porta Mini Display Port do iMac quanto à porta Mini DisplayPort (ou Thunderbolt) do outro Mac.

Após poucos segundos o iMac entrará no modo Target Display e passará automaticamente a funcionar como um monitor externo do outro Mac. A CPU do iMac permanece ativa, e você pode inclusive pressionar ⌘+F2 (no teclado do iMac) para alternar entre o modo Target Display e a exibição da tela do próprio iMac.

Parece simples? O procedimento é mesmo bem simples, e eu tenho usado há algum tempo para eventualmente dotar o Air ou o MacBook de uma tela maior, quando a ocasião exige. No futuro, imagino que um Mac Mini modelo 2013 vá acabar sendo conectado desta forma em caráter mais permanente...

O cabo necessário

O procedimento é simples, mas tem uma pegadinha: você tem um cabo Mini DisplayPort? Eu nunca vi à venda no varejo brasileiro (se alguém tiver referência, avise!), e colocar adaptadores nas pontas de um cabo de outro padrão (DVI, HDMI, etc.) não serve para esta finalidade, segundo fui informado (a não ser que haja um conversor especial envolvido).

O que funciona (bem e com facilidade) é o cabo com as especificações exatas mencionadas na documentação oficial. Eu encontrei à venda na forma do Mini DisplayPort to Mini DisplayPort Cable, da Belkin - após procurar pelo melhor preço, comprei os 2 últimos de um vendedor inglês no eBay (há outros vendedores oferecendo o mesmo produto), e chegaram pelo correio em 3 semanas.

Uma dica: testei também com um cabo Thunderbolt (bem mais caro, relativamente fácil de encontrar no Brasil e que tem conectores no mesmo formato), sem sucesso no meu iMac 2010.

Segundo informações de outros sites, confirmadas pela Apple, caso o iMac em questão seja o modelo 2011, a situação se inverte: o cabo Thunderbolt passa a ser requisito, e a conexão só funcionará caso o outro Mac tenha também uma porta Thunderbolt.

Meus testes

Não fiz testes buscando compor uma análise científica, mas tenho usado o modo Target Display do iMac 2010 27 polegadas com pleno sucesso tanto com um MacBook Pro de 13 polegadas (ver foto abaixo - modelo 2011, já com porta Thunderbolt) quanto com um MacBook Air de 11 polegadas (modelo 2010, ainda com porta Mini DisplayPort).

O resultado destes testes práticos é excelente: basta plugar os conectores e pronto, o display do iMac vira monitorzão do outro Mac (e o processamento do iMac continua operando, embora sem display). Desplugando, ele volta ao seu comportamento normal. E se eu pressionar ⌘+F2, ele alterna instantaneamente entre os 2 modos.

Um detalhe interessante: mesmo no modo Target Display, o teclado do iMac continua permitindo ajustar o brilho do monitor, o volume do som e a mídia em execução (play, pause e skip do iTunes).

Tudo o que relatei diz respeito aos modelos de 27 polegadas, 2009 e 2010. No caso do modelo 27" 2011, consta que funciona de maneira similar, mas só com cabos e portas Thunderbolt. Para outros modelos e anos, não tenho informações.

Leia também:

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: