Dica do leitor: desempenho do MacBook Pro com troca do HD por um SSD

Por André Alexandre Gaio, autor convidado

Comprei recentemente um MacBook Pro de 15 polegadas a fim de substituir meu valoroso combatente, um MacBook Pro de 13 polegadas Mid/2010 que ficou sofrivelmente lento após o upgrade para o Lion, mesmo com um disco de 7200RPM e 8GB de RAM (mas mais detalhes sobre esta queda de desempenho virão a seguir).

O meu novo Mac veio com sua configuração default: Processador i7 de 2.2GHz, 4GB de RAM e disco SATA de 500GB de 5400RPM.

Pensando na expansão que eu já tinha em mente, comprei também 8GB de memória e um disco SSD Corsair Force 3 de 120GB, fora da loja da Apple.

Instalei as novas memórias (→ "Como fazer upgrade de memória no MacBook") e fiquei surpreso ao abrir alguns poucos programas e notar que o consumo de memória foi para cerca de 7GB!

NOTA: como veremos a seguir, boa parte do consumo exagerado de memória ocorria só enquanto estava instalado o Sophos Antivírus. Cosiderando as informações da Apple sobre os recursos internos de segurança do Mac eu o desinstalei e a partir daí o consumo de memória se normalizou. Mas veremos a seguir o relato na ordem em que as coisas realmente aconteceram.

Após 2 dias de uso, e com o Swap chegando às vezes a 3,5 GB, eu instalei o SSD como substituto do disco rígido que veio pré-instalado no meu MacBook Pro. Após o procedimento de instalação física do dispositivo no interior do MacBook, prossegui através de um programa que a Apple disponibilizou, o Lion Recovery Disk Assistant.

Para usá-lo, após a geração do pendrive de boot, é só plugar à máquina e ligar, pressionando a tecla “Option” a fim de que o sistema saiba que o boot deverá ser feito pelo pendrive. Embora o instalador seja carregado a partir do pendrive, não se iluda, a cópia dos arquivos é feita via Web, como no sofrido upgrade do Snow Leopard para o Lion.

A vida pós-SSD é bem mais rápida

Depois da instalação do sistema operacional no SSD, a vida era outra. Fiz a instalação dos meus programas, os programas abriam super rápido, a resposta dos comandos era instantânea, porém notei que o consumo de memória continuava nas alturas.

Neste ponto, comecei a avaliar melhor as configurações no Relatório do sistema ( | Sobre este Mac | Mais Informações | Relatório do sistema | Serial ATA) e notei uma informação não tão diretamente relacionada, mas importante: que o suporte a TRIM no meu SSD não estava habilitado (O OS X só o habilita em SSDs da própria Apple).

Com 3 comandos reproduzidos das instruções desta página, seguidos de um reboot, o TRIM foi ativado no meu SSD Corsair como se este fosse um SSD da própria Apple.

Neste ponto, parei para avaliar o desempenho e percebi que minha máquina ficou muito mais rápida do que na configuração default. O tempo que leva desde o momento em que aperto o botão de ligar, até a máquina chegar a tela de Login é de aproximadamente 11 segundos!

O que estava acontecendo com a memória

Embora a máquina estivesse muito rápida, percebi que ainda havia algo interferindo no consumo de memória. Após algumas análises, percebi que no meu caso o responsável e voraz devorador de memória era o antivírus Sophos.

O curioso é que não aparece nenhum processo monstro no Monitor de Atividades consumindo muita memória, mas na minha experiência foi só desabilitar o Sophos que a vida voltou ao normal, com o consumo de memória passando a ocorrer como esperado. Desativar este mesmo software também deu uma boa sobrevida ao desempenho no meu antigo MacBook Pro de 13 polegadas.

Para ilustrar, neste momento estou com o Adobe inDesign, Firefox, Chrome, Safari, Thunderbird, iTerm, Adium, Skype, Inkscape com o quartz, Excel, Pages, NetNewsWire, Preview, Monitor de atividades e icleanMemory e a máquina ainda está com cerca de 1,9 GB de RAM livre e quase nada de Swap.

Espero que estas minhas observações possam lançar alguma luz para quem está planejando adquirir um novo Mac e considerando a questão do desempenho do armazenamento e memória.

O BR-Mac agradece ao autor convidado André Alexandre Gaio por compartilhar sua experiência de upgrade e configuração.
 

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: