Como imprimir no iPad usando a impressora que você já tem: xPrintServer e apps

O xPrintServer é um aparelhinho do tamanho aproximado de um celular e que se conecta (via cabo de rede) ao seu roteador para localizar as impressoras que estão disponíveis na rede e aí disponibilizá-las (sem fio) para uso direto pelos iPads e iPhones que estiverem por perto.

Nem toda impressora precisa dessa ajuda, mas a lista de impressoras compatíveis com o iPad sem precisar de intermediários cresce bem aos poucos.

De modo geral você pode saber que uma impressora permite imprimir diretamente do iPad quando a embalagem ou os anúncios dela fazem referência ao AirPrint, serviço de impressão da Apple lançado junto com o iOS 4.2, e cuja adoção pela indústria de impressão vem ocorrendo aos poucos.

Nos demais casos de impressoras com suporte a rede (wireless ou com fio) mas que não mencionam AirPrint na embalagem, documentação ou anúncios, a compatibilidade delas com o iPad ocorre só por via indireta: um app (geralmente de utilidade limitada e específico para alguma marca ou modelo de impressora) instalado no iPad, ou um sistema intermediário conectado à rede que "traduza" o AirPrint do iPad para o padrão que o fabricante da impressora tiver adotado - a imagem acima mostra o meu iPad imprimindo na impressora do home office por meio de um app que instalei no meu Mac e que também veremos a seguir.

Entra em cena o xPrintServer

Como já vimos, o xPrintServer está na categoria dos aparelhos que se conectam à rede local para servir como intermediário AirPrint para impressoras que não dispõem deste serviço poderem ser acessadas pelo iPad (ou iPhone e iPod Touch).

Eu já tinha ouvido falar no xPrintServer algumas vezes enquanto ele ainda não estava à venda mas, folheando numa sala de espera a edição de abril da revista MacWorld (que eu assino no app Zinio do meu iPad), voltei a ver referência a ele, listado entre os destaques de um evento de informática ocorrido no início do ano, e agora já com um preço de pré-venda (US$ 150), e destacando o caso de uso para o qual foi destinado: as impressões em ambiente corporativo.

A lista de impressoras compatíveis com o xPrintServer tem centenas de modelos (incluindo marcas como HP, Toshiba, Lexmark, Canon, Xerox, Epson e mais), mas vale destacar: elas precisam estar compartilhadas em rede local (com ou sem fio, usando os protocolos mais comuns que as acompanham: JetDirect / AppSocket, LPD ou IPP), pois o que este gadget faz é compatibilizar a forma como as impressoras se comunicam à rede e a forma adotada pelos iPads e iPhones, atuando assim como um intermediário.

Para uso doméstico o preço de US$ 150 me pareceu relativamente caro (falaremos a seguir sobre alternativas que usam o seu computador para fazer o mesmo papel), mas para o caso de uso corporativo que a sua fabricante Lantronix apresenta, é até barato pela configuração e suporte que parece economizar: ele identifica e exporta para a rede sem fio, automaticamente e em segundos, todas as impressoras compartilhadas que estiverem acessíveis (mas o recomendado é que cada aparelho cuide no máximo de 10 impressoras ativas), sem instalar softwares ou apps adicionais em lugar nenhum, e permitindo imprimir diretamente dos botões nativos disponíveis nos aplicativos do iPad ou iPhone.

Minhas alternativas preferidas

O xPrintServer tem o mérito da simplicidade de uso e configuração: plugou, usou. Mas um serviço similar de tradução entre o AirPrint e os protocolos adotados pelas impressoras que você já usa no seu computador também pode ser implementado por utilitários relativamente simples de instalar e configurar.

Já tratei de 2 deles aqui no BR-Mac, ambos fáceis de instalar em um Mac para dar acesso por meio dele às impressoras (USB ou via rede) nas quais ele consiga imprimir mas que vieram sem compatibilidade com o iPad:

  • AirPrint Activator: grátis e fácil de usar (nem precisa instalar).
  • Printopia: comercial (mas oferece teste grátis por 7 dias), fácil de instalar e usar, cria também 3 impressoras virtuais: uma que ao invés de imprimir grava o documento resultante como um PDF no seu Mac, e outras 2 que fazem o mesmo no Dropbox e no Evernote.

Se os computadores que você usa para imprimir não são Macs, também há soluções, embora eu não tenha testado: pesquisar por AirPrint Windows no Google oferecerá utilitários (como o AirPrint Installer) sobre os quais você pode pesquisar, e o mesmo vale para o Linux, embora neste caso várias distribuições recentes (que usam o CUPS 1.4.6 ou posterior para gerenciar sua impressão) possivelmente ofereçam o recurso nativamente.

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: