Pac-ManGames: Namco ressuscita (de novo) Pac Man, Galaga, Rally-X e mais

Há poucas semanas registrei por aqui a promoção comemorativa dos jogos da Namco em homenagem aos 30 anos de um de seus clássicos, o Dig-Dug.

A empresa, que não parou no tempo e hoje opera séries como Tekken e Soul Calibur, também é titular de um acervo histórico com títulos como Pac Man, Galaga e Rally-X.

Aquela promoção já acabou mas, em nome do progresso das plataformas, periodicamente a Namco (ou NamcoBandai) lança versões repaginadas dos jogos antigos, "adaptando-os" a gerações mais modernas de gamers, ora tentando trazer um apelo de nostalgia a quem chegou a conhecer estes jogos quando ainda eram o que havia de mais moderno na área.

O Pac-ManGames, recém-lançado para iPhone e iPad, é uma situação intermediária: ele traz os elementos centrais da jogabilidade original de uma série de títulos (além dos 3 mencionados no título, tem DigDug, Gator Panic e Pac-chain), mas em suas versões "S", em que são misturados a modernidades das redes sociais (mais especificamente do Facebook, onde vários dos mesmos títulos também estão disponíveis) e dos ambientes de simulação social recreativa (estilo The Sims), envolvidos inclusive no processo de obter alguns dos power-ups especiais, que são adicionais em relação aos que vinham nas versões clássicas.

Não é a única experiência da Namco pra ver o que cola na hora de tentar apresentar uma coleção destes jogos ao público de hoje: em um título anterior (o Namco Arcade) o app é grátis e dá acesso a vários jogos clássicos (Pac Man, Xevious, ...) que você adquire separadamente, ou adquire fichas virtuais para jogar um determinado número de partidas de quaisquer jogos à sua escolha.

Será que dá certo? Pessoalmente, no que diz respeito a retrogaming, prefiro menos "ambiente" e mais atenção ao que realmente constitui o desafio de colocar um jogo dos anos 80 em um aparelho com interface touch: os controles! E você?

O Pac-ManGames custa US$ 2,99 na App Store dos EUA ou Uruguai.

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: