Um teclado para iPad o transforma em notebook? Conheça o Brydge

Na minha opinião de usuário, o iPad – especialmente se acompanhado de um teclado – pode ser um excelente substituto de um notebook ou netbook em determinadas tarefas.

Para alguns analistas, ele se encaminha para ser um sucessor dos notebooks (a minha resposta para eles é: prefiro aguardar para ver).

Outros ainda têm a expectativa de que a Apple lance em breve um híbrido entre MacBook e iPad, e na semana passada durante sua conferência trimestral de resultados financeiros o CEO Tim Cook teve a oportunidade de responder que este dia não está próximo. Para ele, embora seja factível, isso não agrada o usuário final – e ele comparou a situação com a convergência entre uma torradeira e uma geladeira.

Mesmo assim a ideia continua a ter apelo (embora não comigo), e uma das provas mais cabais disto é o Brydge, projeto lançado por meio de um site que permite reunir investimentos diretamente dos usuários potencialmente interessados em que os produtos imaginados sejam fabricados.

Embora seus autores tenham definido uma meta de capitalização de apenas US$ 90.000, a meta foi superada já no primeiro dia após o anúncio, e no final de semana eles já haviam obtido compromissos de doação de mais do que o triplo deste valor, embora ainda haja mais de 1 mês de prazo para novas ofertas pelo público.

E a proposta do Brydge é exatamente aquela que o CEO da Apple descartou: "transformar o iPad em um laptop digno da Apple", nas palavras dos seus criadores.

Para isso ele usa materiais e componentes que realmente o diferenciam dos cases com teclado para iPad como os que vimos na matéria da semana passada: alumínio aeronáutico, curvas que complementam as do iPad (e lembram as do MacBook), um teclado com funções especiais do iOS, caixas de som stereo opcionais, e uma dobradiça magnética que prende ao iPad com segurança e permite abri-lo 180º.

Como é o caso da maioria das capas para iPad com teclado, o Brydge se conecta ao tablet por meio de Bluetooth, e tem sua própria bateria carregável por uma conexão USB. Quando fechado, ele usa uma configuração similar à da Smart Cover para adormecer simultaneamente o teclado e o próprio iPad.

Curiosamente, quando conectado ao iPad, o conjunto pesa 1,24kg – pouco mais que os 1,08kg do MacBook Air de 11 polegadas.

Assim como a maioria dos cases para iPad com teclado, o Brydge quando fechado serve como uma capa protetora para a parte frontal do tablet, ao mesmo tempo em que deixa a parte traseira exposta, o que não é problema nenhum para muitos usuários, mas faz outros considerarem o uso de um protetor adicional para o transporte ou mesmo para o uso, evitando arranhões e impactos.

Pessoalmente compartilho da ideia de que um teclado físico aumenta a produtividade de bastante gente que usa o iPad para escrever, mas essa ideia não se estende à questão estética de fazê-lo parecer fisicamente com um MacBook.

Se viesse acompanhado de um trackpad, 2 portas USB e execução local do OS X, me interessaria mais. Mas claramente interessa a bastante gente disposta a pagar por ele assim como ele é (como nosso leitor @arxcruz), portanto fica o registro ツ

E veja também o KoolerTron, uma capa para iPad com um visual também parecido com o do MacBook mas implementação diferente do Brydge, e que já está à venda.

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: