Os novos comandos no Terminal do Mountain Lion: caffeinate, serverinfo e mais

Mountain Lion é a nova versão do OS X lançada na semana passada trazendo mais de 200 novidades listadas no site da Apple, e várias outras que são discretas a ponto de exigir persistência de garimpeiro para encontrá-las, incluindo alguns novos comandos disponíveis no Terminal, que foram encontrados comparando o conteúdo dos diretórios /usr/bin e /usr/sbin entre a nova versão e a anterior.

A pesquisa em questão foi feita pelo Patrix, usuário de Macs desde 1985 e ainda mantendo sua curiosidade ツ e chegou ao meu conhecimento por meio de um oportuno twit do @felipek, aos quais agradeço.

O Patrix descreveu em detalhes os comandos novos que encontrou, mas eu só vou fazer uma breve lista e deixar você se divertir com o man e com o artigo dele:

  • caffeinate - impede (por um tempo especificado, ou durante a sua execução, ou durante a execução de algum outro comando passado como parâmetro) que o sistema adormeça por inatividade. O funcionamento é similar ao do app gratuito Caffeine (e do antigo comando pmset noidle), mas o caffeinate tem alguns recursos adicionais, como permitir que um script force o monitor a acender (caso esteja dormindo no momento de sua execução), opcionalmente impedir também que o display durma (e não o Mac inteiro - útil para exibir animações sem interação do usuário, por exemplo), e mais. É especialmente útil agora que, como vimos no artigo sobre as novidades do Mountain Lion, os recursos de controle de energia que fazem o Mac adormecer estão muito mais... incisivos.
     

  • pgrep e pkill: 2 utilitários nascidos no NetBSD, e cujas funcionalidades chegaram também (por meio do Solaris) a várias distribuições Linux. Sua funcionalidade básica é localizar (ou encerrar, ou ainda enviar outros sinais aos) processos com base em um trecho do seu nome, ou a uma expressão regular, substituindo assim várias combinações comuns dos comandos ps, grep e kill. Exemplo: sudo pkill -U bob Chrome
     

  • sharing - cria, modifica ou remove pontos de compartilhamento, que são os diretórios compartilhados por meio de SMB (redes Windows), afp (redes Apple) ou FTP. Exemplo de uso: sudo sharing -a /Users/bob/bobs-toolbox
     

  • serverinfo - verifica se o programa está rodando em um OS X Server, incluindo vários testes de configurações específicas. Exemplo: serverinfo -q --hardware && echo Running on server hardware
     

  • tccutil - manipula a base de dados de privacidade.
     

  • fdesetup - gerencia e opera a criptografia de discos FileVault

Veja os detalhes no artigo do Patrix: Interesting new UNIX commands/binaries in OS X Mountain Lion.

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: