sudo bang bang: um atalho rápido para redigitar menos no Terminal

Usuários noviços me perdoem, mas a dica que segue é apenas para os que já dominam a prática do uso do sistema via Terminal e estão em busca de atalhos para a mesma, portanto vou me permitir não oferecer as explicações introdutórias.

O comando sudo, você sabe, permite executar no Terminal outros comandos com privilégios de superusuário, acessando e modificando configurações que não estão acessíveis aos usuários normais, usualmente mediante o fornecimento de uma senha que identifique você como um usuário com poderes de usar o sudo, mis ou menos como na clássica tira do xkcd.

Configurar o sudo é algo que não veremos hoje: ele já vem ativo por default no OS X (e em vários outros sistemas operacionais, como o Ubuntu) e geralmente o primeiro usuário criado no sistema recebe por default o direito de acesso ao sudo.

O que veremos hoje é um atalho do shell que permite resolver rapidamente uma situação bem comum: aquela em que você digita um longo comando esquecendo que ele necessita de privilégios de administrador (e assim sem incluir o prefixo sudo) e, após receber a advertência do sistema dizendo que os privilégios são insuficientes, vê-se obrigado a reinserir ou editar o comando para incluir a palavrinha que faltou no começo (algo que pode ser menos ou mais simples, dependendo de qual terminal você está usando).

A alternativa rápida e que não exige editar a linha digitada é usar o sudo bang bang, que se escreve assim:

sudo !!

Ou seja: sudo, seguido de 2 pontos de exclamação (que na tipografia norte-americana são chamados de bang). Digitar este comando faz com que o seu Terminal (ou mais precisamente o shell Bash rodando no seu Terminal) substitua o !! pela íntegra do último comando digitado.

É só isso, mas vamos a um exemplo prático. Digamos que você queria editar rapidamente o arquivo /etc/resolv.conf para usar um servidor DNS alternativo por alguns minutos sem reconfigurar permanentemente o sistema, digitou nano /etc/resolv.conf e na hora de salvar a alteração recebeu o alerta de que não é possível porque você não tem permissão de gravar neste arquivo do sistema.

O que você fará? Basta lembrar da dica, sair do editor e digitar sudo !! que terá exatamente o mesmo efeito que se você digitasse ou editasse sudo nano /etc/resolv.conf (só que geralmente digitando menos teclas e exigindo menos tráfego caso se trate de uma shell remota).

Uma dica extra: aprender os atalhos de repetição e movimentação do cursor no shell também pode ajudar a ganhar bastante tempo nestas situações ツ

Bang bang!

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: