Criar sites estáticos a partir de templates e arquivos de conteúdo: rawk

Dica para os desenvolvedores web envolvidos em projetos especiais ou buscando alternativas: criar um site web a partir de um conjunto de arquivos HTML (ou MarkDown), mantendo a consistência de cabeçalhos, rodapés, títulos, folhas de estilo, etc. (e permitindo configurar e alterar estes detalhes de forma centralizada) é a especialidade do rawk ("rage against web frameworks").

Escrito em shell, trata-se de um script configurável de forma simples, testado no Mac, Linux e OpenBSD, que gera sites estáticos aplicando templates de estilos, cabeçalhos, rodapés e outras informações a um conjunto de arquivos de conteúdo escritos em HTML (ou em MarkDown).

O próprio site do rawk é uma amostra de aplicação, embora simples, do script: embora não seja grande exemplo estético, note que o conjunto de cabeçalho, rodapé e estilo foi aplicado igualmente ao conjunto de páginas, e até mesmo um menu horizontal de navegação foi criado e aplicado pela ferramenta.

Os passos de configuração de um novo site na ferramenta são familiares para desenvolvedores, mas acessíveis ao público em geral por meio de um tutorial e de um conjunto de arquivos de exemplo, envolvendo criar um Makefile e um arquivo rc de configuração, para abrigar informações como o nome do site, para onde ele deve ser enviado via rsync quando pronto (se for o caso), etc.

O script rawk em si usa praticamente apenas comandos e utilitários integrantes do padrão POSIX, o que indica que seu funcionamento básico deve estar disponível sem maiores modificações em qualquer shell estilo Unix (OS X, outros BSDs, Linux, e mais). Uma exceção é o conversor de MarkDown: se você for usar este recurso, o rawk vem configurado para usar o smu como interpretador (e você pode configurar para usar outro à sua escolha, ou dispensá-lo caso não use MarkDown).

Há várias razões para preferir criar sites estáticos, mas mantê-los ao longo do ciclo de vida, com evoluções e adaptações, é um desafio bem maior quando todas as configurações de estilo estão replicadas diretamente em cada uma das páginas de conteúdo publicadas.

Ferramentas como o rawk são um possível meio termo entre essa realidade e a dos sistemas gerenciadores de conteúdo (CMS), pois separam o layout do conteúdo durante o desenvolvimento, e os unem apenas no ato da publicação (e não a cada exibição. Cada alternativa tem suas vantagens e desvantagens, e agora você conhece mais uma ツ

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: