Novo conector do iPhone 5: por que não Micro USB?

A primeira questão que ouvi sobre o novo conector do iPhone 5, logo após seu lançamento, foi: "já que vai mudar, por que não adotar logo o Micro USB?"

A pergunta tem boa razão de ser: cabos padronizados facilitam a vida do usuário, reduzem custos e uso de materiais, e permitem dar utilidades novas a acessórios que já temos, entre outras vantagens.

O Micro USB (à direita na foto abaixo) está sendo adotado em vários aparelhos de pequeno porte, é um padrão oficial para smartphones na Europa, e é ligeiramente menor que o tradicional Mini USB quase onipresente (à esquerda na foto abaixo), além de ter tamanho próximo ao do novo conector Lightning da Apple.

Mas as conexões USB 2 suportadas pelos 5 pinos Micro USB são mais restritas que a gama de aplicações do Lightning. O conector Micro USB tem seus pinos alocados para tarefas fixas: um deles leva uma corrente de 5V, outro é o Terra, 2 transmitem dados, e o quinto é para tarefas de sensor.

A diferença que os pinos adicionais do Lightning trazem não se resume à velocidade ou quantidade de informações que podem ser transmitidas em um dado período: para começar, a forma como os pinos do Micro USB foram padronizados faz com que a possibilidade de transportar neles uma corrente de 2 Ampères (necessários para carregar com bom desempenho um aparelho como o iPad, por exemplo) dificilmente esteja disponível em cabos que o adotam, o que acabaria podendo levar a outra situação indesejada em caso de adoção: conectores diferentes entre o iPad e o iPhone daqui por diante.

Os pinos adicionais do Lightning também permitem uso simultâneo das vias para mais de uma finalidade: ao mesmo tempo em que carrega e sincroniza (tarefas que também podem ocorrer simultaneamente também em um cabo USB "puro"), sobram outros conectores para, por exemplo, transmitir áudio digital, imagens ou conexões de dados, por exemplo (e veremos isso em mais detalhes em outro artigo a seguir).

Mas ao comparar compatibilidades o aspecto mais interessante, para mim, é que os atuais conectores e acessórios Micro USB não poderão ser usados para tráfego do padrão USB 3 (que define um novo conector Micro USB, como o da imagem acima) – e as vias adicionais do Lightning tornam potencialmente possível este suporte em versões posteriores, sem mudar o conector do iPhone (e, caso venha a se confirmar, não seria a primeira vez que a Apple optaria por este tipo de evolução sem mudar "o seu lado" do conector).

Independentemente da superioridade ou não, a existência de padronização adotada na Europa faz com que o suporte ao Micro USB não seja opcional, razão pela qual lá já está à venda um adaptador simples que pode ser plugado ao conector Lightning do iPhone ou iPod e passa a dotá-lo de suporte a cabos Micro USB (exclusivamente para sincronização e carregamento), apesar da redução de funcionalidade que ocorre neste caso.

Será que muita gente vai querer?

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: