Como dar boot em modo de segurança no Mac - para resolução de problemas

Quando algum problema no boot ou na configuração impede os procedimentos usuais de diagnóstico e solução de problemas, a Inicialização Segura e o Modo de Segurança podem ser parte importante da solução.

Para dar um Safe Boot você deve ligar o Mac e ficar atento ao momento em que soa o sinal sonoro do início do boot: é imediatamente depois dele que você deve pressionar a tecla Shift, e mantê-la pressionada por alguns instantes, até que apareça o símbolo da maçã e o indicador de progresso do boot.

O Safe Boot realiza alguns procedimentos para evitar problemas comuns na inicialização, e assim costuma demorar bem mais que o normal. Ao final dele o seu Mac estará no Safe Mode ou Modo de Segurança, no qual vários recursos ficam indisponíveis para aumentar a chance de você ter acesso aos diagnósticos, correções ou procedimentos que poderão resolver a sua situação.

Algumas das alterações que ocorrem durante o safe boot e o safe mode são:

  • Ocorre uma verificação do diretório do disco de boot
  • Só as extensões do kernel essenciais ao funcionamento básico do sistema são carregadas
  • As fontes que não são da biblioteca do próprio sistema não são carregadas
  • Todos os itens de inicialização e de login do usuário (os apps que rodam automaticamente na sua conta) não são carregados
  • A aceleração e vários recursos gráficos são desativados
  • E mais.

Devido aos recursos do sistema que não são carregados durante o Safe Boot, várias atividades não são possíveis durante o Safe Mode, incluindo captura de imagens da câmera, assistir DVDs, usar a rede sem fio (dependendo do hardware), dispositivos de áudio, modem USB, compartilhamento de arquivos e mais.

Estando no Modo de Segurança, você pode executar os diagnósticos de hardware e configuração que desejar, desinstalar algum aplicativo que esteja criando problemas, revisar as preferências do sistema, e mais.

Para sair do Modo de Segurança, basta desligar normalmente (ou dar um reboot), e no próximo boot não pressionar nenhuma tecla especial.

Um alerta importante: se o seu Mac estiver em alguma situação cuja solução você não domine, só aja se contar com a supervisão de alguém com conhecimento do sistema que evite que a intervenção acabe agravando alguma condição existente!

Adendo: mais teclas para o boot

Algumas das outras teclas interessantes que podem ser pressionadas durante o boot para diagnóstico ou solução de problemas, mas que você só deve usar se souber o que está fazendo (e nem todas estão disponíveis em todos os modelos de Mac):

  • D – Teste de Hardware (sem chegar a carregar o OS X)
  • Option + D - tenta carregar o Teste de Hardware via Internet, quando ele não está presente ou acessível no Mac
  • ⌘+R – ativa a partição de recuperação (dos Macs mais recentes, ~2010 em diante), para ter opção de verificar/restaurar o disco, reinstalar o OS X a partir da Internet ou mesmo restaurar um backup via Time Machine.
  • Option – escolher para bootar a partir de outro dispositivo (como um pen drive de boot do Mac, por exemplo)
  • F12 - ejetar um CD ou DVD
  • N – boot a partir de um servidor de rede local, se houver
  • T – modo Target Disk, em que outro Mac conectado à porta FireWire ou Thunderbolt do seu pode ler os dados dele como se fosse um HD externo.
  • ⌘+V – mostra na tela informações sobre cada passo realizado durante o boot.
  • ⌘+S – modo monousuário, diretamente em um terminal para acesso ao shell em modo texto

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: