Python no iPad e iPhone: Python 3.2, Python 2.7 e Pythonista

Você sabia que pode programar em Python diretamente no iPad e iPhone, e executar normalmente os programas que criar? Os ambientes de desenvolvimento para Python no iOS vêm com editor de código, ambiente de execução e acesso a vários recursos da linguagem.

Não sou programador Python, mas este fascinante artigo do Federico Viticci no MacStories me deixou (mais uma vez) interessado em acrescentar esta linguagem ao meu currículo.

No artigo, Federico explica (longamente, como é seu estilo) o potencial e a utilidade prática para ele do Pythonista, ambiente de desenvolvimento e execução do Python para iPhone e iPad com editor completo (incluindo extensão do teclado), documentação, boa parte da biblioteca padrão e mais alguns módulos específicos para gráficos e som, e mais.

As limitações do iOS quanto a importar código de outras origens para executar em um app e quanto a trocar dados entre apps são os maiores obstáculos, mas não impediram o desenvolvimento de uma série de scripts e rotinas no Pythonista, que Federico usa na prática para publicar seus textos, e que cumprem tarefas como:

  • Converter Markdown para HTML para publicar no WordPress
  • Criar uma nova imagem automaticamente a partir da composição de 2 outras
  • Converter uma screenshot do iPad para JPG
  • Fazer upload de imagens do Dropbox para o site e colocar na Clipboard o código HTML necessário para inseri-la em um artigo
  • Copiar o título e URL de uma página e colocar o código HTML correspondente na clipboard
  • Postar no Pinboard, gerar novas tarefas em apps de lista de tarefas, etc.
  • e mais.

A conclusão dele é interessante, e estou de acordo: no momento trata-se de automatizar tarefas de forma bem crua (e não isenta de alguns passos intermediários, na maioria dos casos) pela exploração de recursos do iOS que não foram feitos para isso. Mas no OS X boa parte das tarefas de automação que usamos no dia-a-dia também ocorrem assim (por exemplo, tirando proveito do suporte a tecnologias assistivas para poder simular o pressionamento de teclas), e um dia foram bem mais cruas também.

Quanto ao Python em si,o artigo dele é um bom exemplo do que o Pythonista pode fazer, e também das limitações a que está exposto.

E se o que você planeja for algo mais simples, há outras possibilidades, incluindo os apps Python 2.7 e Python 3.2, ambos com editor simples e ambiente de execução, e em oferta por tempo imitado: de US$ 2,99, saem agora por US$ 0,99.

Se você criar algum script interessante e quiser escrever um artigo a respeito, não deixe de me avisar para divulgar por aqui ツ

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: