Não perca o sono pelos ícones feios e outros problemas do beta do iOS 7

O primeiro beta público do iOS 7 foi lançado para desenvolvedores na semana passada, e desde então tenho visto críticas (variando de bem-informadas a mal-intencionadas) e análises que, sejam rasteiras ou profundas, frequentemente perdem completamente um contexto essencial: é o primeiro beta, e para desenvolvedores: não há garantia ou expectativa de que o design e a implementação estejam completos, e os feedbacks são bem-vindos, mas desperdiçam a atenção que recebem quando tratam o software como se fosse uma versão final, disponibilizada para produção.

Não que a Apple seja isenta de lançar versões finais toscas (iOS Maps, estou olhando para você), ou que um beta não possa ser criticado – algumas críticas são até excelentemente fundamentadas, como esta do @saam, editor da Mac+. É que um pouco de contexto é necessário, e o golpe midiático de falar mal do beta como se não entendesse que é beta vem sendo cada vez mais abusado por gente que avalia sua popularidade pelo tamanho das polêmicas que provoca.

Afinal, beta é beta, mas como ultimamente acabamos acostumados a softwares que são oficialmente disponibilizados para uso em produção pelos usuários finais mantendo essa classificação, cabe lembrar: no ciclo de desenvolvimento de software, as versões de teste alfa são disponibilizadas antes mesmo de o software ter implementação de todos os seus recursos, as versões de teste beta ocorrem a partir do momento em que há implementação (ainda que incompleta ou falha) de todos os recursos, depois dela ainda pode vir um ou mais release candidate (ou "último beta", que nem sempre será de fato o último), para o ensaio geral, e só então chegam as versões de produção.

O Jim Dalrymple, do The Loop, publicou sua opinião, e ele costuma estar excepcionalmente bem informado sobre o que rola por trás das cortinas de Cupertino. Em resumo, além de lembrar que se trata de um beta para desenvolvedores adaptarem seus apps a novas APIs, sem compromisso de finalização de design ou implementação, ele também afirmou que os desenvolvedores da própria Apple congelaram suas tarefas pouco antes do WWDC para permitir o lançamento de um beta suficientemente estável, e o desenvolvimento por lá já recomeçou (e, na minha opinião, eles ainda têm um longo caminho pela frente, incluindo aquele tom de verde em ícones novos...).

Fora isso, ele também relembrou o que eu sempre digo: beta para desenvolvedores não é sinônimo de "versão de avaliação", nem de "versão para já ir usando em produção". Criticar é válido e bem-vindo sempre, mas mantendo o contexto no seu enquadramento!

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: