Quick-Tunes: conveniência para ouvir suas músicas do iPhone na bike, no carro e aonde você for

A conveniência dos aplicativos de smartphones nos deixa mal-acostumados e sempre esperando mais, razão pela qual há algum tempo me irrito com um detalhe mínimo de uma das funcionalidades mais básicas do iPhone: a app iPod, que vem pré-instalada e serve (suficientemente bem, na maior parte dos casos) exige uma interação a mais que, além de ser desnecessária, me atrapalha.

Detalhismo às vezes é uma falha ou vício do usuário, mas neste caso é algo que seria tão fácil de corrigir, e um caso de uso tão óbvio, que fazer o comportamento em questão ser configurável (para não prejudicar quem gosta do modo atual) devia passar logo pelo crivo da Apple.

E o comportamento em questão é mesmo um detalhe mínimo: a possibilidade de fazer o iPhone começar a tocar suas músicas automaticamente sempre que a app iPod for iniciada, sem ser necessário aguardar a sua carga e só então apertar o botão Play.

Este detalhe mínimo para mim faria a diferença entre ter de olhar para a tela mais de uma vez ou operar o aplicativo completamente sem precisar olhar para ele - e esta é uma diferença valiosa para vários casos de uso, incluindo:

  • quem usa o iPhone para ouvir música nos fones enquanto corre ou pedala
  • quem usa o iPhone para ouvir música nos fones discretamente em locais públicos e quer operá-lo sem exposição
  • quem usa o iPhone para ouvir música no carro
  • etc., etc., etc.

Felizmente, a possibilidade de iniciar as músicas com apenas um toque é uma demanda óbvia o bastante para ser incluída em um aplicativo externo, e é implementada no Quick-Tunes - uma interface diferente para as músicas da biblioteca do seu iPhone.

Apesar do nome vintage e do seu aspecto pouco avançado esteticamente (eu diria "feio pra burro", mas tenho receio de chocar algum leitor mais sensível), só a funcionalidade de iniciar automaticamente as músicas, sem ter que olhar para a tela nenhuma vez, já justifica para mim a instalação do Quick-Tunes.

Mas ele tem mais truques na manga!

O início automático (que ele chama de "insta-play") é só o primeiro dos diferenciais positivos do Quick-Tunes.

Quem usa o iPhone para ouvir música durante os exercícios vai gostar de saber que o Quick-Tunes tem botões bem maiores (e suficientemente afastados uns dos outros) para as essenciais funções de avançar, retroceder, ajustar o volume, dar pausa e continuar: nada mais de desafios para a motricidade fina tentando mudar de música sem parar de correr.

E em uma decisão de interface com o usuário digna da nouvelle cousine, os desenvolvedores resolveram esconder 5 botões muito úteis para complementar a funcionalidade do programa.

Está vendo aquele círculo ao redor do botão de pausa? Não há nenhuma marcação, mas suas extremidades direita, inferior, esquerda e superior são ativas e agem como botões bastante úteis (para quem sabe que eles estão lá), todos com funções de montar e executar playlists dinâmicas:

  • direita: outras músicas do mesmo artista que você estiver ouvindo
  • inferior: outras músicas do mesmo gênero que você estiver ouvindo
  • esquerda: outras músicas do mesmo álbuns que você estiver ouvindo
  • superior: playlist aleatória

Para completar o ciclo de botões secretos, tocando no campo que exibe o nome do artista e música, na base da tela, aparece uma janela mostrando a capa do álbum, seu nome, o nome da música, do artista e o gênero.

Configurando

Além dos botões "secretos", há também 2 que estão visíveis, nas extremidades esquerda e direita da parte inferior da tela (veja-os na imagem acima).

A nota musical do lado esquerdo permite montar uma playlist para execução imediata, e o símbolo de informações no lado direito ativa e desativa 4 opções:

  • embaralhar as músicas ao iniciar,
  • embaralhar as músicas quando você sacode o iPhone,
  • travar os controles da tela (para controlar só pelos botões dos fones de ouvido ou aparelho bluetooth)
  • e um timer de 30 minutos (sleep).

Conclusão

As funcionalidades do Quick-Tunes são úteis para mim e mais do que justificam seu preço de US$ 1,99, mas minha expectativa é que no futuro elas possam estar presentes na própria app oficial, e não em um extra.

Ao mesmo tempo, torço para que uma futura interface do Quick-Tunes seja repensada, tanto do ponto de vista estético quanto da clareza dos comandos! Mas enquanto isso não acontecer, vou usando como está, porque ao menos funciona bem ;-)

Um toque final: comandos simplificados não são desculpa para operar entretenimento do celular enquanto dirige seu carro: responsabilidade (com sua vida e patrimônio, e especialmente com os dos outros) é essencial!

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: