Novo usuário: como manter seu Mac funcionando bem

É fácil manter o Mac funcionando bem, mas muitos novos usuários tentam aplicar ao seu Mac aquilo que era necessário em outro sistema, obtendo maus resultados. Não seja um deles, e avise os amigos!

Uma das situações mais lamentáveis que encontro nos comentários aqui do BR-Mac é o pedido de ajuda que vem de algum novo usuário que aplicou ao seu novo Mac as demandas de manutenção que já conhecia de outro sistema operacional, e assim causou dano a ele (ou reduziu drasticamente seu desempenho) devido a insucesso em uma operação que era pouco ou nada necessária, mas que ele acreditava ser essencial e urgente.

Aí subitamente programas do sistema deixam de funcionar, tudo fica lento, o sistema não dá mais boot e o usuário relata apenas o sintoma: "parou de funcionar". Quando perguntado sobre o que fez antes da falha, a resposta costuma ser "nada, só X", onde X é um ou mais dos procedimentos descritos acima: "nada, só instalei 2 antivírus, um utilitário de desfragmentação, removi uma pasta do sistema, movi outra, instalei mil plugins que usava no PC, apaguei o utilitário das Preferências do Sistema porque tinha instalado outro que achei melhor, tentei instalar outro sistema operacional sem ler antes como se faz", etc.

A minha primeira dica para o usuário recém-chegado ao Mac é: antes de começar a modificar seu ambiente e instalar utilitários, use-o como veio por algumas semanas, e procure se informar em fontes atualizadas que sejam experientes em Macs – nem tudo o que se aplica a manutenção e cuidados com outros sistemas operacionais se aplica igualmente ao seu MacBook, mini ou iMac – e o que se aplica às vezes tem outra forma de fazer.

O que a Apple recomenda

Se precisar de confirmação para se permitir "sossegar o facho" nas semanas iniciais enquanto se ambienta, leia este Guia Rápido de Manutenção do Mac, atualizado pela Apple agora em 2012 e que só tem 5 ações, todas importantes e simples:

  1. Mantenha tudo atualizado: existem várias formas de certificar-se de que o seu sistema está atualizado, mas a que funciona em todas as versões é clicar na Maçã  que fica no canto superior esquerdo da tela, e selecionar Atualização de Software no menu que é exibido nela.
     

  2. Organize e nomeie seus arquivos: seu Mac já vem com pastas adequadas para a maioria dos conteúdos comuns (Documentos, Transferências, etc.), mas sua vida pode ficar mais simples (e a chance de perder ou apagar acidentalmente um arquivo pode ficar bem menor) se você criar pastas dentro delas para as suas atividades. Por exemplo, na minha pasta Documentos eu tenho pastas com os nomes Ofícios, Recibos, Artigos e assim por diante. E se você der bons nomes descritivos para cada um de seus arquivos, fica bem mais fácil identificá-los quando usar o Spotlight, que é a busca do sistema (a lupa que fica próxima ao canto superior direito da sua tela). Mas cuidado para não exagerar: pastas, arquivos e bibliotecas mantidas pelos aplicativos (geralmente localizadas dentro da pasta Aplicativos) não devem ser movidas, apagadas, renomeadas ou de outra forma modificadas, exceto se for usando opções do próprio aplicativo em questão.
  3. Faça backup dos dados regularmente. Seu Mac já vem com um poderoso sistema de backup dos dados pessoais, chamado Time Machine. Se você ainda não o ativou, coloque na sua agenda, porque é importante. A forma mais simples é pegar um drive externo USB (de preferência novo, e de boa qualidade: sugiro um de 500GB) e plugar ao seu Mac, que perguntará se você deseja usá-lo para backup do Time Machine. Siga as instruções oficiais: basicamente, responda que sim, confirme que deseja apagar todos os dados deste HD externo recém-plugado, e a partir daí lembre-se de mantê-lo conectado (se for um Mac de mesa) ou conectá-lo regularmente (se for um Mac móvel) para que o sistema se encarregue de fazer os backups sem incomodação. Se desejar fazer backup do Mac na Internet (eu recomendo!), também há boas opções à disposição.
  4. Compacte arquivos pessoais pouco usados: às vezes o usuário se encontra na situação de precisar liberar espaço em disco, e sai fazendo algo de alto risco: apagando aplicativos e arquivos do sistema operacional. Evite chegar a isso, e você evitará uma série de consequências desagradáveis. A Apple se limita a recomendar compactar arquivos pessoais pouco usados, mas eu vou além: mova arquivos pessoais de maior volume e pouco usados para um disco externo, deixando o disco do sistema apenas para o que usa com frequência, e não para armazenar acervos. Se você não instalou nenhum utilitário de sua preferência para compactar arquivos, pode usar os recursos do próprio Mac para compactar e descompactar. Leia também: Como saber o que está ocupando o disco do seu Mac.
     

  5. Limpe o Mac: afinal a manutenção não pode ser só pelo lado de dentro, né? Veja como fazer: Como limpar o MacBook

O que eu recomendo

Além do que o fabricante diz, eu sugiro: se você quiser instalar apps e complementos no seu Mac, faça o com segurança, sem acorrer a toda oferta de utilitário que promete algo que você nem sentiu necessidade ainda. Talvez você possa começar por esta lista de 10 apps essenciais para o Mac

Quanto a antivírus, instalação de versões novas de plugins que não tenham sido recomendadas pelo próprio sistema, defragmentação, programas de "limpeza do sistema", reinstalações "limpas" do sistema operacional e outros procedimentos aos quais você já estava acostumado em outro sistema operacional, faço 4 recomendações:

  1. Mantenha a calma e não se apresse.
  2. Procure consultar o que o fabricante recomenda a respeito.
  3. Informe-se com outros usuários de Mac mais experientes sobre qual a prática que eles adotam.
  4. Antes de experimentar algo que não tenha sido recomendado, procure a orientação prévia da pessoa a quem você pensa em pedir ajuda caso o seu procedimento dê errado.

Manter o Mac funcionando bem costuma ser simples, mas é muito fácil causar dano à configuração dele caso você seja persistente em realizar operações não recomendadas, portanto informe-se primeiro e você será um usuário muito mais feliz!

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: