Três monitores no Mac usando um adaptador de vídeo USB

Recentemente comentei, em uma conversa sobre o uso de monitor adicional no Mac, que uso meu iMac com 3 monitores (o nativo, que faz parte do próprio equipamento, e mais 2).

Como o iMac (assim como os MacBooks) só tem saída para um monitor externo, o leitor Thiago A. perguntou:

Augusto, só uma dúvida… qual equipamento você usa para conectar 2 monitores externos, se o iMac só tem uma saída Mini DisplayPort?

É uma boa pergunta, mas a resposta é simples e serve para iMacs, MacBooks e Mac Minis: uso um adaptador UGA (Universal Graphics Adapter), que permite conectar uma porta USB a um monitor adicional (ou projetor), que passa a funcionar exatamente igual a um monitor nativo.

Meu adaptador para display adicional é este da imagem acima (é um WS-UGA17M1, produzido pela Winstars), embora eu não tenha conectado aquela aleta que tem as saídas de áudio estéreo RCA adicionais (branca e vermelha) que o acompanha.

A entrada dele é por um conector USB padrão (cabo incluso), e a saída nativa é um conector DVI, embora ele venha acompanhado de um conector adaptador para VGA e outro para HDMI.

É possível instalar múltiplos adaptadores UGA adicionais, mais eu uso apenas um, conectado a um monitor LG Flatron comum de 19 polegadas posicionado em retrato (ou seja, rotacionado "em pé"), na resolução de 900x1440, 60Hz - é o da esquerda na foto acima.

O uso é completamente normal: o Mac OS X gerencia o monitor normalmente (podendo ser primário, espelhar ou estender o desktop, além de rotacionar), e posso rodar aplicativos em geral, assistir a vídeos, usar a interface do Terminal, ou o que quiser, , sem soluços, distorções ou atrasos (dizem que outros adaptadores UGA podem padecer destes males, dependendo de suas especificações).

É possível que o uso nas resoluções máximas suportadas por este aparelho (Full HD 1080p digital, se usado com o conector HDMI, ou 1600x1200@60Hz com a porta DVI nativa) este quadro se modifique, mas não testei - a minha ideia é usá-lo conectado a um monitor secundário.

A única diferença que percebo em relação a um monitor conectado à porta nativa do Mac é na hora em que o sistema entra em modo de economia de energia: geralmente a tela do monitor conectado ao adaptador USB não apaga junto com as demais.

Não conheço profundamente o padrão de vídeo empregado, mas me parece que outros produtos ou linhas usam tecnologias de compressão com perdas para fazer trafegar pelo USB todas as informações de vídeo. Não é o caso deste modelo: a compressão empregada é sem perdas e sem atrasos.

Para o Mac reconhecer o aparelho foi necessário instalar o driver DisplayLink (no meu caso, versão 1.7 beta 2) e dar um reboot - a partir daí foi como se fosse um monitor integralmente nativo. A conexão física também não tem mistério: cabo USB de um lado, cabo comum de monitor no outro. O único "truque" foi perceber depois de alguns minutos que o Mac havia "adotado" a placa de som interna do adaptador UGA, e por isso meus alto-falantes (conectados à saída nativa do Mac) ficaram silenciosos - bastou reverter isso nas preferências do sistema, e tudo funcionou como devia.

Eu não saberia lhe dizer se um terceiro monitor faz ou não sentido no seu processo de trabalho (mas geralmente considero que é muito útil ter um segundo monitor) mas, se você deseja ou precisa de monitores adicionais, saiba que esta placa de vídeo externa (que comprei no ebay.com por US$ 54,95 + US$ 29,95 pela entrega no Brasil) tem sido uma ótima solução por aqui.

Leia também

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: