Sistema anti-roubo para MacBook: localização geográfica, fotos remotas com a webcam e mais

O MacBook que foi recuperado em São Paulo porque a polícia teve acesso às informações do sistema de rastreamento que seu precavido proprietário havia instalado (antes do roubo, é claro), incluindo a localização geográfica e até uma foto do ladrão tirada automaticamente pela webcam, foi tema de reportagem na TV hoje, e despertou o interesse de muitos usuários.

A reportagem do Bom Dia SP não menciona o nome do programa de rastreamento, e a princípio pensei que se trataria do Find My Mac, recurso que faz parte do iCloud e permite localizar no mapa um Mac roubado (sem a mesma precisão de um GPS, mas a localização geográfica a partir de endereço IP muitas vezes é melhor do que se imagina), enviar uma mensagem a seu usuário, receber um e-mail assim que ele se conectar à Internet, definir uma senha remotamente ou até apagar completamente seus dados.

Usuários do iCloud fazem bem em acionar o Find My Mac (e cuidar bem da sua senha), mas logo caiu a ficha de que não era este o programa em questão, porque o recurso de tirar fotos remotamente por meio da webcam do aparelho roubado não faz parte do seu acervo de truques.

Mas não foi difícil descobrir qual programa renomado e voltado para esta atividade crítica dispõe desta função. O que veio a calhar, porque quando cheguei em casa no início da tarde encontrei varias mensagens como esta do leitor Luis Filippe:

E a resposta é simples e direta: um aplicativo capaz de fazer isso (embora não seja o único) é bastante conhecido, open source e gratuito: o Prey, que já apresentamos detalhadamente em um artigo anterior.

Quem tem seu MacBook (ou outros Macs, computadores com Windows, Linux, aparelhos Android e iOS) roubado e lembrou de instalar o Prey antes disso tem à sua disposição a possibilidade de enviar um sinal de ativação e a partir daí acompanhar em um mapa a localização do aparelho (quando conectado à Internet, claro), tirar fotos do ladrão ou receptador com a webcam, travar remotamente, obter screenshots do que estiver aberto no desktop, remover as senhas armazenadas e mais.

Recomendo dar uma olhada na reportagem e pensar em quanto alguns minutos dedicados à instalação e configuração podem valer a pena para prevenir as piores consequências materiais de um roubo no futuro!

Comentar

Comentários arquivados

Artigos recentes: